quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Cadê você??

Voar pela imensidão...
Rio de amores a correr pelas veias do meu existir
Terras nem tão firmes, nem tão áridas
Selvas dos meus pensamentos
Vias abertas para o meu coração
Lua a pratear meus sonhos
Que já não sei em que parte de mim estão
E o Sol que aquece tanto, que por pouco não me faz deserto
Nesse descobrir motivo certo
Pessoas estranhas, que andam perdidas no mundo
Solitárias de casa cheia
Vazias de luz
Construções que separam, que rotulam, que identificam
Conexões que mapeiam, cerceiam, escravizam as emoções
Mundo caótico que parece organizado
E o tempo e a hora que controla tudo
Hora de acordar, de comer, de conversar, de rir, de dormir e tudo de novo
Dia-a-dia rotina, manter o padrão
Letárgico, alucinógeno, desligado
Falsa conexão com a ilusão
É preciso parar!
Sentir
Ouvir a si mesmo
Acordar
Viver
Amar.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.