quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Encontro

Penso que não foi sua intenção...
E meu coração entendeu diferente a informação
Você me entristeceu e quase me convenceu
Que eu não era boa pra vc,
Mas algo dentro de mim insistia em me manter no caminho
E uma luz me guiou por desvios para que eu não me perdesse de mim
Vc nem percebeu que me afastava com sua atitude
Me jogava de encontro a seu medo maior
Mas pra mim foi rendenção
Porque no terror do fim
Me encontrei, resnaci na esperança de outra presença
De uma luz que refletia a mim mesma
Que me mostrava outra vez aquela que eu reconhecia
E agora que estou inteira
Vc fala pro vazio
Porque as palavras tornaram-se barulho em meio a harmonia
Que é a verdade que fala pra mim
Coisas que identifico e me fazem feliz.

terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Menina

Hoje sinto eu menina
Eu desabrochando mulher
Sinto a força e os sonhos tomando vida
Sinto as ondas que vem e vão elevando a maré
O oceâno de emoções, a praia de objetivos
Tantos desejos aflorando em minha alma
Que de tão carregada se desdobra e transborda
Algo sufoca meu peito, não sei ao certo
Se assombro ou medo
Apenas sinto uma mudança aqui dentro de mim
Hoje acordei diferente, sozinha
Resgatei minha menina perdida nos sonhos da vida
Trouxe ela pra casa...
Ela continua menina, mas sinto, algo mudou
Não sei se no coração ou no espírito
Talvez no brilho de seus olhos
Algo de misterioso e indecifrável
Quem sabe ela me conte
Quem sabe ela me mostre
Agora ela está em casa posso esperar...
Sem pressa, sem medo.
Apenas sentir e esperar.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Cinza

Dia de chuva, céu cinza, mas a cidade não para
A vida segue, rotina, sobrevivência
Anestesiados, entregues
Os seres caminham automáticos
Trabalho, responsabilidade, medo
O cinza confunde a mente, parada
Os sons do mundo hipnóticos
Os seres vazios
Sozinhos perdidos dentro de si mesmos
As vezes um sútil despertar...
Sufocado na ânsia de acreditar
A cidade, o mundo, a liberdade
De ser, viver e amar.
O sonho, dormir, ser, brilhar.
A fumaça, o farol, a faixa...
Atravessar,
A ponte, a verdade, despertar.

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Onírico

Viajar nos ventos que sopram do seu sorriso
Descobrir no som da sua voz o infinito que descansa em mim
Construir com seus gestos meus castelos
E ornamentá-lo com o verde dos seus olhos
Deitar o sol no jardim e pendurar a lua na varanda
Forrar o teto com as estrelas
E com a brisa fazer música para vc
Com a chuva pintar a vida
No frio te aconchegar
No outono sair pra passear
Quando o verão te esquentar te levar pra voar nas asas do meu amor
Bem perto dos polos onde só o meu coração pode te aquecer
Sonhar o amor que renasce a cada ciclo
A cada lágrima, a cada conflito
Crescer a cada rega do arco-íris que é vc
Erguer frondosa e mistica
Entre o real e o imaginário fincar raízes
Te conhecer e esquecer o tempo
Apenas chegar e entrar, ficar
Somente viver e amar vc.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Um dia desses

Fugaz são seus olhos no meio de tudo
Cada rosto, cada som
Procuro na multidão seu sorriso
Aquele último antes da despedida
Ando pela avenida, atravesso o canteiro
Entre carros e faróis deixo um pouco de mim
Mas encontro no meu coração suas palavras
Seu rosto marcado na minha alma
A música de fundo ainda ouço sua voz repetindo o refrão
A vontade me enlaça, me envolve e me arrasta
Pra vc...
Vontade de perpertuar o doce momento do beijo
O abraço guardado nos meses de espera
O tempo é criança traquina que nos reune vez ou outra
Pra zombar do amor que cresce timido nos momentos de ternura e desejo
O trânsito, a hora, a vida lá fora...
Mergulhar em vc, me afogar nas suas histórias
Descobrir o seu mundo, quero ficar, mas a vida chama
A vida te leva de mim, mas aqui no meu peito vc vive.
O amor fortalece e a ausência é ficção
Estou pra vc como ar que vc respira
Como porto vc pode chegar
Quando a viagem te cansar
Quando a dor te abater
Quando a alegria te surpreender
Estou aqui amado
Pra vc.

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

O segredo

Para quem leu ou assistiu "O Segredo"

Quero escrever sobre algo que não foi dito mas está intriseco. O segredo diz que vc precisa ligar-se na fonte inesgotável de prosperidade do universo, acreditar nos bons sentimentos e em todas as coisas boas que vc quer para sua vida. Diz também que se por algúm momento vc se distrair do seu querer as coisas não funcionam. Vou mais longe...
Ontem eu assisti o filme brasileiro "Ó pai, i, ó" que embora retrate um dia de carnaval no pelourinho, termina de forma triste. Aquele momento foi um insigth sobre o segredo.
E por isso vim aqui postar para vcs meu achado pessoal. Não basta crer no melhor, desejar o melhor, concentrar-se no melhor, se lá no seu íntimo vc não sentir que é merecedor.
Se vc começa o processo de mudar para melhor e derrepente sente-se culpado porque alguém conhecido ou não, não está vivenciando como vc o segredo, é o que basta para bloquear o fluxo da energia transformadora.
Ou seja não é egoísmo vc ter o melhor e não prestar atenção a miséria do mundo e das pessoas, cada qual com sua energia e crença, é sintonia.
Se vc pensa nas coisas tristes e no sofrimento alheio, atrai para vc a mesma realidade. O que vc deve fazer é se concentrar no bom e no belo e deixar fluir de vc para as pessoas a sua volta. Fixe sua vontade no firme propósito de tranformar sua realidade e do mundo. Se cada um fizer a sua parte, podemos mudar tudo.

Milene Gonçalves.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.