sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Significado

Vou tentar explicar o sentimento que me move em sua direção...
No início era tempestade, com ventos velozes e água em abundândia
Não havia criatura que suportasse tamanha fúria
Ali permaneci perdida e envolvida
Por quanto tempo nem sei dizer...
Mas derrepente o tempo firmou.
Acho que depois de tanta água, algo esfriou... na minh'alma
Não no sentido de perder-se ou afogar-se no dilúvio intimo
Foi um amanhecer de sol timido e mar calmo
havia ondas, mas eram suaves e continuas
Por um bom tempo assim estive
Até que o sol brilhou dourado e quente no infinito
Aqueceu meu corpo, meu coração e meu espírito
Descortinou no horizonte as montanhas e o céu azul
Pouco a pouco um sentimento terno e confiante apoderou-se de mim
Uma sensação única de segurança e felicidade
Uma certeza!
Não importa onde ou quando, apenas saber que vamos estar lá
Seja ontem, hoje ou amanhã.
Estamos conectados numa sintonia fina que nos mantém ligados
As coisas se encaixam...
A vida sorri.

Milene Gonçalves.

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Diamantes

Diamantes trazemos aos milhares na bagagem do nascimento
E eles vão ficando pelos caminhos do crescimento
Sorrisos brilhantes, olhos faiscantes, coração cheio de sonhos
Vamos descobrindo que a vida tem mais carvão que pedras preciosas
Vamos deixando nossos diamantes...
As vezes entregamos alguns, guardamos outros sem nunca mais encontrar, vamos esvaziando nossa mala sem saber como resgatar
Alguns descobrem pelas curvas da experiência, modos de recuperar suas jóias
Outros perdem todas e acabam seus dias na profunda miséria da alma
Naquele mergulho no escuro de nós mesmos, onde a luz não penetra mais
Aprender a manter nossos diamantes e a multiplica-los é a grande lição
Vamos resgatar a fé infantil que, acreditava no papai-noel, coelho da pascoa e todas as histórias de lutas entre o bem e o mau.
Vamos acreditar mais na bondade e no amor
Vamos buscar uma motivação que vá além e valha mais a pena que, tudo o mais que possamos conseguir
Somos nós as cavernas onde se escondem os diamantes, não podemos perder aquilo que nós mesmos somos capazes de produzir
Pare agora, concentre-se na sua luz, no seu tesouro interior e permita que essa riqueza seja descoberta.

sábado, 15 de dezembro de 2007

Natal e Ano Novo

E ai vem elas... as festas de final de ano.
Momento em que a maioria das pessoas diminui o ritmo e muitos aproveitam para fazer um balanço do ano que termina. Para muitos é momento de nostalgia e melâncolia, sentimentos as vezes sem explicação. Acredito que é porque tudo que finda nos traz de alguma maneira essa sensação de estar deixando algo importante, ou porque nos faz perceber que não realizamos tanto quanto gostariamos. Por outro lado nos tornamos mais acessíveis e emocionais, é nesse momento do ano que aquelas coisas que ficaram para resolver depois começam a pesar, seja nas costas, na consciência, no bolso ou no espírito.
É a saudade daquela pessoa especial que já não está mais, porque partiu de nossas vidas. É a alegria por aquelas outras que chegaram, entraram com tudo em nossas rotinas, literalmente se enfiaram em nossas existências.
Festas!!! Doces momentos mesmo que seja com arroz e feijão, o importante é estarmos juntos, sermos solidarios, fazermos parte.
Bem a verdade é que essa mensagem tem um único objetivo desejar a todos aqueles que navegam por esse blog um excelente final de ano.
Que todos terminem e comecem o novo ano cheios de saúde, isso sim o maior bem que um ser humano pode ter ou querer. Que os momentos junto a familiares, amigos, conhecidos e desconhecidos seja repleto de luz, amor, verdade, novas e boas resoluções para o novo ano.
Que todos sejam abençoados com alegrias e surpresas felizes.
E que guardem no coração e nas fotografias os momentos inesquecíveis dessa passagem, desse ritual. Um forte abraço e obrigado por estarem aqui lendo esse texto.
Conto com vcs no próximo ano.
Milene Gonçalves.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Vida

A vida dói, mesmo quando te sorri
Ela é dor nos olhos daqueles que vivem buscando
Daqueles que deixaram de acreditar
Dos que andam perdidos sem ter pra onde voltar
Daqueles que estão abandonados nas estradas, nos caminhos
A vida é cheia mesmo quando vazia
Ela é sedutora e infantil, mesmo quando parece adulta
A vida é energia pura
Algo que se renova a cada vivência
A vida é montanha russa, não pelos altos e baixos, mas pela adrenalina
É suspense, é surpresa...
A vida é simplesmente, acontece
A vida é doce ainda que amarga
Fria ainda que quente
Firme ainda que flexível
A vida é como ela é.

terça-feira, 11 de dezembro de 2007

Passagem do tempo

Adoro a passagem do tempo...
Porque posso me lembrar de todas as pessoas que me fizeram crescer
Algumas me ensinaram com amor, outras com dor, mas todas elas me ensinaram alguma coisa.
A ser mais flexível, paciente, tolerante, inteligente, serena.
Aprendi que deixar passar não é sinal de fraqueza, muitas vezes é o contrário.
Que calar as vezes significa mais do que dizer.
Que abraços e beijos devem ser dados com espírito presente
E que amizade nem sempre é sinônimo de felicidade.
Ah e essa tal felicidade é algo que se vive continuamente, mesmo quando estamos tristes.
Adoro a passagem do tempo que me permite lembrar
De coisas tão vivas na memória que parece que foi ontem
Minha avó querida que já está do outro lado da vida, sempre tão presente
Amigos que se foram, outros que chegaram e ficaram.
Pessoas que conheci, mas que não souberam de mim
Exemplos que me mostraram a direção a seguir
Ainda me vejo com 13 anos
Posso sentir os sonhos daqueles dias
Meus irmãos pequenos, meus primeiros cadernos...
Esses sim os meus melhores amigos de sempre
Neles escrevi minhas primeiras emoções, meu primeiro amor
A primeira decepção, as primeiras conquistas...
O nascimento dos meus filhos, a formatura da faculdade, meu grande amor...
Desde então as palavras e os cadernos e agora esse blog
São meus fiéis companheiros de todas as horas
Por isso e por todas as coisas é que vale a pena viver
E por isso também adoro a passagem do tempo.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Filosofia

Se eu não empunhar a espada, não posso te proteger.
Mas se eu empunhar a espada, não posso te abraçar...

Frase retirada do gibe anime Bleach que meu filho adora.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.