segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Vai coração

Vai coração sem medo
Mergulha na felicidade
Se entrega ao abraço do amor
Beija a alegria
Que te sorri
Encara os olhos da paixão
Desafia a dor
Vai com coragem
Vai viver
Vai ser tudo...
Vai alma... experimenta
Descobre que além do medo
Existem pontes
Que além da dor
Existem momentos felizes
Que além da paixão
O amor te espera
Sólido como uma montanha
E no topo dela vc contempla o mundo
Sente o vento que te envolve
Te abraça e te acaricia
Sente o sol que te aquece e sussurra aos seus ouvidos
Que começo e fim são a mesma coisa
Voa, livre e inteiro
Vai coração, vai agora
Transborda em ondas gigantes
Que inunda, lava e transforma.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Razão pra que?

Fora de mim, mais forte do que eu
Essa coisa que o mundo impoe, hora certa, momento certo
Essa ginástica mental de fazer tudo igual
Isso me transtorna, me sufoca, me deixa irada
A rotina, a disciplina, a forma adequada
Quero tudo mais intenso, desconexo e verdadeiro
Quero o ser por inteiro, ligado, atento
Quero a liberdade do sorriso gratuito
do verbo solto, do coração governador
Chega de colocar tudo em quadrados, de ficar marcando hora
De combinar o tempo das coisas
O momento é agora
O amor é agora
A alegria é agora
Só quero a música e a dança
Quero ser criança
Quero brincar
Quero viver
Um dia de cada vez, apenas o que me der vontade
Fazer nada, fazer tudo de uma só vez
Quero estar livre
Quero ser livre
Já não me importa a aceitação
Se é feio ou bonito
Se permitido ou proíbido
Quem é essa tal razão?
Que dita normas e regras, que mostra as estradas
Por onde devo caminhar...
Quem é essa tal razão que me impede de ser feliz
Porque minha felicidade incomoda o outro...
Quem é essa tal razão???
Quem deu poder a ela?
Se lhe roubaram o coração
Ela de nada sabe, tão pouco pode ter poder
Hoje quero apenas a liberdade de ser
De dizer o que vai no meu coração
De amar sem medo
De dançar até cansar
De viver tudo, de ser eu.

domingo, 7 de setembro de 2008

É amor

Tem horas que me esqueço,
O tempo passa e com ele passam as lembranças
Mas tem essa saudade, que insiste em me provar
Que esse sentimento é mais que desejar
Porque será???
Que vc não passa de mim
Porque será???
Que de tempos em tempos, essa vontade de estar
Ao seu lado e olhar seu sorriso, me faz voar no ar
Abandonei meu coração na estrada
Sai por ai de mente alerta
Não pensei em voltar para busca-lo
Mas a emoção que me prendeu em vc
Fez meu coração me encontrar e trouxe vc de volta
Que mania que ele tem, de achar que sabe bem
Esse amor é peregrino, viajante sem destino
Volta e meia me deparo com vc do meu lado outra vez
Será que é para ficar??!!
Esse mundo tá pequeno, não adianta mais fugir
Volta e meia lá está vc de novo a me sorrir
Então fica de uma vez
Para de brincar
Meu coração não é playgrand
E já não quero mais viajar
Quero a serenidade do abraço
Quero a segurança do olhar
Quero a paz da palavra doce a me aconchegar
E vc bem perto, me deixar saber que vai sempre me amar.
Fica de uma vez coração
Contagia essa vida de emoção
Acende a fogueira dos meus olhos de paixão
Marca de vez esse amor na minha alma
Que vai cintilar no infinito, mesmo que eu viva
Muitas vidas vou te encontrar.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sem palavras

Sem palavras, apenas o sentir
O pulsar constante e determinado da vida
Sem palavras que possam expressar...
Minhas reflexões, meus desejos
Imagens sem nomes
Coloridas e vivas
Minha mente tenta, mas impotente, desiste
Sem palavras humanas
Sem explicar
Uma vontade há decodificar
O instante seguinte, premeditado
Sem palavras, apenas o olhar
Que sabe esperar...
Que quer enxergar
Além...
Sem palavras, só o livre querer
Estar e ser.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.