quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Razão pra que?

Fora de mim, mais forte do que eu
Essa coisa que o mundo impoe, hora certa, momento certo
Essa ginástica mental de fazer tudo igual
Isso me transtorna, me sufoca, me deixa irada
A rotina, a disciplina, a forma adequada
Quero tudo mais intenso, desconexo e verdadeiro
Quero o ser por inteiro, ligado, atento
Quero a liberdade do sorriso gratuito
do verbo solto, do coração governador
Chega de colocar tudo em quadrados, de ficar marcando hora
De combinar o tempo das coisas
O momento é agora
O amor é agora
A alegria é agora
Só quero a música e a dança
Quero ser criança
Quero brincar
Quero viver
Um dia de cada vez, apenas o que me der vontade
Fazer nada, fazer tudo de uma só vez
Quero estar livre
Quero ser livre
Já não me importa a aceitação
Se é feio ou bonito
Se permitido ou proíbido
Quem é essa tal razão?
Que dita normas e regras, que mostra as estradas
Por onde devo caminhar...
Quem é essa tal razão que me impede de ser feliz
Porque minha felicidade incomoda o outro...
Quem é essa tal razão???
Quem deu poder a ela?
Se lhe roubaram o coração
Ela de nada sabe, tão pouco pode ter poder
Hoje quero apenas a liberdade de ser
De dizer o que vai no meu coração
De amar sem medo
De dançar até cansar
De viver tudo, de ser eu.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.