terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Menina

Hoje sinto eu menina
Eu desabrochando mulher
Sinto a força e os sonhos tomando vida
Sinto as ondas que vem e vão elevando a maré
O oceâno de emoções, a praia de objetivos
Tantos desejos aflorando em minha alma
Que de tão carregada se desdobra e transborda
Algo sufoca meu peito, não sei ao certo
Se assombro ou medo
Apenas sinto uma mudança aqui dentro de mim
Hoje acordei diferente, sozinha
Resgatei minha menina perdida nos sonhos da vida
Trouxe ela pra casa...
Ela continua menina, mas sinto, algo mudou
Não sei se no coração ou no espírito
Talvez no brilho de seus olhos
Algo de misterioso e indecifrável
Quem sabe ela me conte
Quem sabe ela me mostre
Agora ela está em casa posso esperar...
Sem pressa, sem medo.
Apenas sentir e esperar.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.