quinta-feira, 1 de julho de 2010

Confidências

Foi assim sem pedir
Me chegou aos ouvidos sem aviso
Um sinal de perigo
Fiz que não ouvi
Mas as palavras estão aqui
Divertem-se com minha minha aflição
Zombam da minha decisão
Vou ficando assim...
Meio orfã de mim
O desejo me aponta uma direção
A razão um desvio
Estou sentado na ponte, esperando...
Talvez me decida logo
Ou não.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.