segunda-feira, 2 de maio de 2011

Apaixonada sempre

Não sei ao certo o que queria escrever, se uma declaração ou apenas um sentimento
São coisas confusas, restos de situações, momentos que passaram
São coleções de emoções, que trazem risos, lágrimas e suspiros...
São passos lentos na estrada batida por tantas caminhadas, idas e vindas
De um coração apaixonado, são lembranças, desejos e medos
São seus olhos e os seus beijos
É a delicia do seu abraço, um retrato pintado a mão pela vida
É um sonho do qual não quero acordar, um pedaço de céu, um pedaço de mar
É um querer ficar mais...
Um dia de frio difícil de levantar
Um edredom macio, conversas sem sentido apenas para estar
Um querer crescente, um adormecer sereno
Um entregar sem reservas
Assim meio sem querer querendo
Comecei a dizer uma coisa e já disse tantas outras
Assim como os gestos que dizem o contrário das palavras
Vou pintando letras nas linhas, uma após a outra
Colando sílabas, juntando...
Poesia



Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.