domingo, 12 de novembro de 2006

O Caminho

O caminho se de flores ou de dores, quem poderá dizer?
Se de amores ou ilusões, quem poderá prever?
Quando na alma enraigado tão fundo
Um modelo de mundo que lindo mesmo só nas linhas que escrevo
O que busca o homem?
No caminho que escolhe, se não a prova do sonho que acolhe
De justiça segundo sua bondade
De trabalho segundo sua disposição
De conquistas de acordo com sua paixão
De abandono segundo sua dificuldade
O caminho se curto ou longo
Na trilha que começa, na ânsia de quem tem pressa
De chegar para contemplar um sonho
Encontrar talvez...
Uma paz concebida, ainda nos braços da mãe querida
Ou quem sabe a guerra dor de quem não espera
Caminho para andar e parar...
Para ficar ou partir
Para viver ou apenas deixar
Marcas do sonho, da luta, da morte.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.