quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Melâncolia

Me faz chorar as cenas de amor e de guerra,
Me faz chorar a fome e a dor,
Me faz chorar a intolerância e a estupidez.
Perguntas brotam dentro de mim, sem respostas
Diante da ganância e do poder cruel.
Do abandono e da escravidão.
Caminhos procuro para servir
Porque Deus é tão generoso comigo!
No calor do meu lar, no abraço dos meus filhos, na segurança do meu marido, nas alegrias com meus amigos, nas conquistas diárias com meu trabalho...
Na saúde abundante dos meus. Sinto minha luz desabrochar, a cada lágrima sentida, a cada dor recolhida, a cada desejo oculto.
Tento entender, todos os males que somos capazes de fazer aos nossos semelhantes.
Porque??????
Se com amor, ternura e amizade é tão mais fácil.
Porque existem pessoas que precisam subjulgar as outras?
Qual é o prazer de enganar, se aproveitar, abusar?
Porque arrancar a inocência das crianças?
As esperanças dos adultos?
E a sabedoria dos velhos...
Porque não plantar mais árvores?
Construir mais jardins,
Resgatar os animais das ruas,
As crianças dos orfanatos,
Os velhos dos asilos.
Porque não dar valor ao que realmente é importante?
A vida, o ser, o amor.
Penso e me dói.
Sinto a dor do mundo, dos que choram e lamentam e me dói.
É hora de parar.
Recomeçar um mundo perfeito.
E ele está ai dentro de vc, descubra!

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.