domingo, 10 de dezembro de 2006

Sublimidade

Sublimidade

Amar...

Viver, enxergar

Realidade nem sempre material

Eterna busca dos seres racionais

Viagem interminável pêlos confins da consciência

Desprendimento adormecido, na ignorância egoísta

Da criação que se perde no instinto

Sublimidade!!!

Verdade celestial, derramando-se sobre os homens...

Delicadamente acordando a divina essência de cada um, latente

Sublimidade!!!

Justiça

De nobres que enxergam além dos olhos

Onde não se confundem justo e bom, nem justo e mal

Justo é justo

É o acertado caminho, encontrado através do bom senso e da integridade.
Despida de emoções

Sublimidade!!!

Aceitação, desta divindade íntima que precisa ser manifestada.
Sublimidade, virtude de toda obra de Deus

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.