terça-feira, 25 de março de 2008

Buscar

De repente aquela sensação de distância
Mas é quase um objeto
Algo que posso tocar... e quem sabe?
Mudar de lugar
Jogar fora talvez
Ou apenas olhar
Acho que é saudade
Um vazio profundo
Uma noite sem estrelas
É o mar sem o barulho das ondas
Uma vontade sem fim
De encontrar os seus olhos
E de dizer com os meus
Que bom, você está ai!
Você existe
E eu te amo assim...
Inteira, entregue
Crente
De repente esse vazio
E essa vontade
De sair
De mim
De te seguir
Pelo mundo
Ainda que de longe
Talvez sem você saber
Apenas estar
Respirar do seu ar
Te amar em silêncio
Ficar plena
Próxima
Feliz.

Milene Gonçalves.

Quem sou eu

Minha foto

Nasci e cresci em São Paulo, morei em SBC, SMP, Osasco, Barra Funda e Vila Madalena. Estudei no Heckel Tavares, Architiclino Santos e na FIAM. Trabalhei na AMESP, ITD Trasnportes, Masul S/A, Editora Azul, Prodomo, ECT, Ogilvy & Mather, Ipê Clube, SGS do Brasil, Envolverde e Galáxia Projetos de Comunicação.